Saúde Integral

21/08/2014 18h03

Saúde quântica: a cura muito além da matéria

Conferência internacional reúne especialistas na cidade de Gramado-RS

Por Nosso Bem Estar

CISQ/ DIVULGAÇÃO/ NBE
Saude quantica

Mais de 900 pessoas são esperadas para este ano

A medicina quântica avança no mundo inteiro oferecendo uma abordagem científica capaz de contemplar o ser humano em todas as suas dimensões: física, mental, emocional e espiritual. Enquanto a humanidade adoece em ritmo acelerado, muitos cientistas mundialmente reconhecidos apontam para um modelo genuíno de saúde integral. E alguns deles estarão no Brasil no próximo mês para abordar este tema na segunda Conferência Internacional de Saúde Quântica (CISQ).

Mais de 900 pessoas são esperadas no Palácio dos Festivais de Gramado, Rio Grande do Sul, nos dias 27 e 28 de setembro. O evento é realizado pela plataforma de conteúdos Pangeas e conta com o apoio da Rede Bem Estar. O objetivo é apresentar diversos pontos de vista sobre o equilíbrio humano, levando em conta o universo de possibilidades que se abre diante de uma visão quântica da existência.

Serão compartilhados conhecimentos atualizados nas áreas da medicina integrativa, da física quântica e da sustentabilidade. Entre os nomes internacionais estão o físico quântico indiano Amit Goswami, o pesquisador italiano David Verdesi, os neurocientistas Duccio Locati (Itália) e Robin Graham (EUA) e o filósofo noosférico Boris Petrovic, da Sérvia.

Os palestrantes abordarão também questões essenciais para o cenário contemporâneo, como parto humanizado, psicologia transpessoal, alimentação saudável, comunicação não violenta, agroecologia e expansão da consciência. As atividades terão transmissão online ao vivo.

Confira a programação completa no site www.cisq.com.br!

Segundo Diego Cardoso Azambuja, idealizador da CISQ, o propósito do encontro é propor uma visão holística do ser, que contribua para evolução individual e planetária. A primeira edição da Conferência, realizada em abril de 2012, teve mais de mil participantes que já estão atuando em sintonia com este novo paradigma.

Os grandes atrativos deste ano

- Alimentação: caminhos corretos para atingir um grau de nutrição verdadeira do corpo, com orientações para desintoxicação e equilíbrio mental, fundamentais para o desenvolvimento do potencial humano.

- Energia livre: a relação com os campos magnético e noosférico do planeta pode nos libertar de fato e tornar nossa vida 100% integrada com o todo.

- Neurociência e reprogramação neurológica: para compreender as frequências que influenciam o cérebro e como transcender as crenças autolimitantes.

- Respiração: exercícios respiratórios para se tornar um super humano, tendo uma vida harmônica.

Por uma nova medicina

Apesar dos inúmeros recursos tecnológicos disponíveis e do desenvolvimento de novos medicamentos capazes de atacar os sintomas (efeito), os profissionais das diversas áreas da saúde sentem cada vez mais a necessidade de voltar seu olhar para a origem das doenças (causa), que geralmente está relacionada a fatores psicoemocionais. Um novo paradigma, que está sendo construído com o aporte da física moderna, considera que a mente tem papel fundamental nos processos de cura, assim como os hábitos alimentares e outras funções vitais como a respiração.

A saúde quântica está voltada para a compreensão de que os desequilíbrios são oportunidades de olharmos para nós mesmos como investigadores da nossa jornada como seres humanos em busca de aperfeiçoamento e felicidade. A medicina do futuro será baseada na prevenção das doenças, e não na eliminação mecânica dos sintomas sem o conhecimento das causas. Além disso, a física quântica, associada à física relativística, assume papel de destaque por elucidar o funcionamento das frequências internas e externas que influenciam o organismo.

Contribuições da física quântica

O vocábulo quantum significa, literalmente, quantidade. O físico Max Planck usou a palavra para denotar uma quantidade discreta de energia. Propôs que a aparente continuidade da energia não seria tudo. A ideia pareceu tão revolucionária para ele que lutou a vida toda para conciliá-la com a sua visão de mundo, baseada na física clássica construída por Isaac Newton no século 17.

Dentre os preconceitos que os pioneiros da física quântica buscam resolver estão: o determinismo (todos os movimentos são determinados por leis físicas); a localidade (todas as interações e comunicações são mediadas por sinais que passam pelo espaço e pelo tempo); a objetividade (os objetos são coisas independentes e separadas); e o materialismo (tudo é matéria).

Outros cientistas mundialmente reconhecidos desenvolveram a visão de Planck em seus experimentos. Albert Einstein, por exemplo, mostrou que a própria luz se revela como onda contínua em alguns casos, porém em outros se comporta como partícula discreta.

Mas a dualidade onda-partícula não foi o fim da “estranheza quântica”. Em 1913 o físico Niels Bohr teorizou que, quando um elétron salta de uma órbita atômica para outra inferior, emitindo uma discreta quantidade de energia luminosa, ele o faz de forma descontínua, sem passar pelo espaço intermediário entre as órbitas. Este movimento foi chamado por ele de “salto quântico”.

Alguns anos depois, em 1923, o físico Louis de Broglie introduziu a ideia de que não só a luz, mas também a matéria, também é dupla, se comportando vezes como onda e outras com partícula. A ideia foi confirmada por novos dados experimentais e se tornou universal.

Em 1925-1926 Werner Heisenberg e Erwin Schrödinger descobriram as equações matemáticas da física quântica em formas levemente diferentes. Desde então a conceitualização newtoniana clássica do mundo tem estado sob ameaça de uma mudança de paradigma. É o chamado princípio da incerteza, fundamental para a ciência moderna.

A consciência influencia a matéria

Diante de tais descobertas, que vêm sendo assimiladas há quase um século, diversas áreas do conhecimento precisaram se reinventar, abrindo-se para um campo de pesquisa permeado por infinitas possibilidades. Tudo, absolutamente tudo, é energia, em diferentes estados de aceleração vibracional.

Conforme a teoria apresentada por Amit Goswami no livro “O Ativista Quântico”, no comando desta equação está a consciência. Ou seja, a interação entre as partículas elementares sofre influência direta do olhar do observador e do campo onde estão inseridos os elementos. A escolha consciente produz a reação esperada.

Do ponto de vista da saúde, esta ideia faz toda a diferença. Se, enquanto centros de consciência, somos capazes de influenciar as reações físicas, se modificamos nossa percepção de mundo e a visão de ser humano retomamos o livre-arbítrio e o comando das energias que nos formam. Sendo assim, com uma mente equilibrada podemos ser capazes de curar a nós mesmos e o todo.

Saiba mais sobre a influência do pensamento na saúde humana nos artigos abaixo. ;)

Seu corpo sabe se curar, de Louse Hay

O poder das afirmações positivas, de Flavia Melissa

Fontes: Livro “O Ativista Quântico”, de Amit Goswami, Conferência Internacional de Saúde Quântica – www.cisq.com.br, Transformação Suprema – www.transformacaosuprema.com.br

X